segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Um norte para seus investimentos

Um norte para seus investimentos

Tenho formação religiosa protestante, o que sempre me fez ter receio de ser considerado um fanático, pois a idolatria é severamente combatida pelos luteranos. O que é um sujeito fanático? É aquele que só fala de um assunto. Existem fanáticos por futebol, fanáticos por games, fanáticos por líderes políticos. Por causa de dois sites que edito, me incomoda ser rotulado como um cara que só fala do ofício (Arquitetura) e de carros antigos (em especial o MP Lafer, do qual já escrevi um livro).

Uma das razões que me levou a criar este blog em junho de 2016, foi a liberdade para tratar de qualquer assunto, sem reservas, deixando claro que não sou obcecado por temas restritos. Já falei da saudade, da infância e juventude, de algumas viagens, de cenas do cotidiano, de reflexões pretensamente filosóficas, de rock e até de educação financeira. Aliás, o texto que escrevi sobre a conversa que tive com o megainvestidor Luis Barsi Filho se tornou, em questão de horas, o mais lido do blog, muito em função do link ter sido citado na página da Suno Research no Facebook.

Logicamente me senti tentado a voltar na tecla das finanças pessoais - é muito bom saber que somos lidos por gente que não conhecemos. Ocorre que precisava de algo relevante para acrescentar e tudo ficou mais fácil quando me tornei assinante dos relatórios lançados em fevereiro de 2017 pela Suno Research, fundada por empreendedores como Tiago Reis - o mesmo que me apresentou para o Barsi, e com quem tive o prazer de almoçar após a reunião por ele promovida, no centro de São Paulo.

O Tiago me explicou que "Suno" significa "Sol" em esperanto - uma língua criada pelo polonês Ludwig Lazar Zamenhof no fim do século XIX, com a pretensão de ser um idioma universal. Respondi que imaginava que "Suno" fosse a junção de "sul" com "norte", pois a empresa de consultoria em investimentos apontaria um rumo confiável para seus clientes. Creio que ele apreciou minha abordagem, tanto que assimilou a mesma.

Por aí você pode constatar que não tenho isenção para recomendar a Suno Research, pois não me considero um mero cliente, mas alguém que compartilha da visão de um dos sócios da empresa. Fosse eu um jornalista remunerado - ou um redator publicitário - e teria que omitir isso. Porém, prefiro ser transparente. A transparência é um mote para todo artigo redigido com o foco na confiabilidade.

A Suno preconiza que as pessoas físicas invistam no tripé composto pela renda fixa, fundos imobiliários e ações pagadoras de dividendos. Não que eles sejam entusiastas da renda fixa em si, mas consideram esse tipo de investimento fundamental para aguardar oportunidades em fundos imobiliários e boas ações. E as oportunidades, entre as centenas de empresas e fundos listados na Bovespa são raras: não seriam enumeradas por todos os dedos das suas mãos.

Gosto da abordagem mercadológica da Suno. Não há promessas de enriquecimento rápido e fácil - pelo contrário, o retorno dos melhores investimentos é lento, para longo prazo. Não há fórmulas secretas e gênios da lâmpada trabalhando junto de oráculos e videntes do mercado financeiro. Os relatórios que já li são sucintos e tratam o leitor com respeito, não como um bebê assustado ou como uma ovelha na fila da tosquiagem.

Já tive acesso a relatórios de outras consultorias que despejam páginas e páginas diárias de recomendações repletas de citações literárias enfadonhas, mescladas com metáforas desgastadas e histórias para boi dormir. Parece que desejam encher nossa cabeça com informações que nos fazem pensar que tudo é muito complicado, "mas ainda bem que podemos contar com eles".

Realmente, investir no mercado financeiro não é para principiantes. Nem todos os investidores dispõem de tempo e dedicação para investir feito um profissional. A Suno se propõe a ajudar esse público que tem sua renda principal oriunda de um ofício, mas que deseja construir uma carteira previdenciária que lhe permita viver também, ou exclusivamente, de renda financeira - depois de anos de paciência e disciplina.

Você não precisa se fiar na minha palavra. Como já escrevi antes, não tenho isenção - e mesmo procuração - para recomendar a Suno. Do mesmo modo, você não precisa seguir cegamente as indicações dos relatórios desta consultoria - não seja fanático. Os próprios relatórios lhe fazem este alerta, de modo claro, ao final de cada lauda. Compartilho deste gesto de transparência.

Veja também:

Seis motivos pelos quais não gosto de listas

O arquiteto Jean Tosetto convida:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O seu comentário construtivo será bem vindo. Não publicaremos ofensas pessoais ou dirigidas para qualquer entidade. EVITE ESCREVER SOMENTE COM MAIÚSCULAS. Não propague spam. Links e assuntos não relacionados ao tema da postagem serão recusados. Não use termos chulos ou linguagem pejorativa.